sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Curtas


Ontem à noite, vi na TV a propaganda do Ministério da Saúde contra o crack.




O Slogan da campanha é: “Nunca experimente o crack. Ele causa dependência e mata”.



Hoje, arrumando o armário, achei um jornal velho cuja matéria de capa dizia:



“Travesti que se envolveu com craque do futebol morre em São Paulo.”



O Ministério da Saúde sempre tem razão!



-----------------------------------------------------------------------------------



Na casa da minha mãe há duas cadelas: Preta (a grande) e Pity (a pequena).



Sempre que chega alguém, Preta, a grande, dá uma cheiradinha básica e logo depois vai pegar algum brinquedo pra chamar a atenção.



Já a Pity, a pequena, fica latindo e ameaçando morder, mesmo quando a gente dá bronca nela.



Dias atrás, Pity escapou para rua e se atracou com um enorme Pit Bull, daqueles de briga.



Você pode até não acreditar, mas a pequena cadela quase matou o Pit Bull...



...engasgado!



É o que eu sempre digo: cachorro bravo tem que ficar preso!



-----------------------------------------------------------------------------------


Certa vez, um amigo careca me chamou de Metrossexual só porque eu disse que raspava o meio das minhas sobrancelhas.



Na verdade, eu não tenho sobrancelhas, tenho sobrancelha, no singular. Porque ela começa em cima de um olho e vai direto, sem intervalo, até o outro olho.



Tipo uma taturana que ficou gigante após sofrer os efeitos da radioatividade.



Taturana de Hiroshima.



Então, sempre que vou fazer a barba, aproveito e dou uma raspadela de leve. Mas, nada que se compare a sobrancelha “bem feita” do Richarlyson.



Depois de explicar isso pro meu amigo careca ele disse:



- Olha, Paulo, se raspando o meio da sobrancelha ela já fica pau-a-pau com a da Malu Mader, imagina se você não raspar! Fica igual ao do Monteiro Lobato. Ha ha ha ha!












Aí eu respondi:




- Pelo menos, quando eu ficar careca, vou poder disfarçar.



- Como?



- Penteando a sobrancelha pra trás!


Depois disso, ele nunca mais tocou no assunto.


20 comentários:

  1. Isso que eu chamo de monocelha... rsrs

    ResponderExcluir
  2. Boa...Curtas assim as vezes sao melhores que um historia inteira..
    2o cimentario eeeeee


    No proximo sra o primeiro

    ResponderExcluir
  3. Hehehe...A primeira é foda :P Deu certin!
    E sabe essa história de sobrancelha me lembra muito meu pai. Ele tem umas taturanas GIGANTES na testa no lugar onde deveriam estar as benditas sobrancelhas. Agora ele está ficando levemente/gradativamente careca e é isso que já recomendamos, que penteia as bichinhas pra trás, ou então que mande cortá-las pra não ter que presenciar essa cena de novo:

    andando na rodoviária de Brasília alguém grita:
    -Ei, vai ao salão?
    (ele olha)
    -Aproveita e apara a sobrancelha :P
    (continua andando)

    Boa sorte com as suas :)

    ResponderExcluir
  4. Daniel, eu tenho monocelha e não sabia. Até agora. rs!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Ciborgue, acho que no meio da semana vou escrever uma. Depende de tempo e de inspiração (que as vezes me falta, rs!)

    Abraço!

    14:00h hein! rs!

    ResponderExcluir
  6. Larysse, vou esconder um bumerangue na sobrancelha pro caso que alguém fazer essa piada comigo. rs!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Inspiração é um faot r importante..Já estou no msn

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito das das "Curtas"!

    A monocelha do Monteiro Lobato é realmente impressionante!
    haha

    Abraços,
    Raquel

    ResponderExcluir
  9. Raquel, um dia eu chego lá! (na monocelha do Lobato).

    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Adoreiiii os curtas...
    Morri de rir com a Pity, deu até medo dessa cachorra
    sjahsuhaushasjaisjuahsuahs

    bjus

    ResponderExcluir
  11. Cara eu mando mensagem direta no twitter e nao responde...
    1- vc nao sabe usar o twitter direito
    2- vc nao entra muito


    kkk
    responde laa ou passa um email de quando vc entra denovo

    Boa semana

    ResponderExcluir
  12. Juh, a Pity é terrível mesmo. Mas, pelo menos, gosta de mim, ao contrário dos cachorros que encontro durante o trabalho. rsrs!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  13. Ciborgue, a opção 1 está meio correta.

    A opção 2, também. rsrs!

    Vou te responder lá!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  14. Rsrs....Se quizer faço um intensivo de informatico com vc :D

    ResponderExcluir
  15. pra variar muito engraçado seu post,o primeiro foi otimo. como a sua mãe também tenho 2 cachorros um pastor e um sem raça definida,o ano passado levei o pequeno para vacinar(vacina contra raiva),mas acredito que ele não tava nos seus melhores dias assim que saímos na rua ele começou a latir e avançar em todos os cachorros,gatos,pessoas e carros que encontravamos,então decidir pegar ele no colo pra ver se ficava mais calmo,chegando lá a moça que estava aplicando a vacinar perguntou se eu não queria colocar ele no chão eu disse que não,então ela aplicou a vacina e quando foi entregar o comprovante da vacina ela teve a ideia de passar a mão na cabeça do cão. fim da história 3 pontos na minha mão ainda bem que consegui salvar a mão da moça. abraço.

    ResponderExcluir
  16. Suzi, essa sua história é ótima para aquelas pessoas que dizem que o cãozinho delas é mansinho. Já ouvi isso muitas vezes e fui mordido. rs!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  17. Paulo, quando tu vai postar o novo artigo?

    ResponderExcluir
  18. penteando a sobrancelha pra trás. ahahahahahahah.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário!

Sugestões de postagem serão bem-vindas!