quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

A desgraça número 2

As duas maiores desgraças na vida de um leiturista de luz são:

1 Cães soltos. (Não os vira-latas da rua, mas os cachorros de raça que escapam pra rua);

2Prédios ou condomínios sem porteiro ou zelador.

Vou comentar a desgraça número 2.

Dias atrás, fui fazer a leitura da luz num prédio que fica numa rua muito movimentada. Como não havia interfone, nem porteiro, tive que ficar gritando, batendo palmas e agitando os braços no meio da rua (como se estivesse atrás do trio da Ivete Sangalo) pra ver se alguém me via por uma das janelas.

No terceiro andar, apareceu um rapaz com cara de chapado falando mole:

- Que que ééééééé?



- Eu preciso entrar para fazer a leitura da luz!



- Tá.

Do seu apartamento, ele acionou um botão que abriu o portão automático e eu entrei. Só que, mais a frente, a porta de vidro que dava acesso aos relógios de energia estava trancada. Tive que bater palmas de novo. O chapado reapareceu:

- Que que ééééééé?



- É que a porta de vidro tá fechada.



- Ah, cara... então... chama outra pessoa. Eu tô dormindo!

Como assim ele tava dormindo? Então eu era o que, um sonho, um pesadelo, uma alucinação dele?

Virei as costas para ir embora, quando ouvi a porta de vidro destravar atrás de mim. Era uma mulher que saía. Fui até ela e disse:

- Bom dia! Posso aproveitar pra fazer a leitura de luz?



- Claro, claro! Fica à vontade!

A moça saiu enquanto eu fazia as leituras. E quando eu fui sair do prédio, surpresa: ela havia trancado o portão automático!

Tive que recorrer ao chapadão, outra vez!

----------------------------------------------------------------------------------------

É importante comentar que, nem sempre, a presença de um porteiro, zelador ou caseiro é uma solução.

Às vezes, é até pior!

Imagina a situação:

Chego numa chácara para fazer a leitura. Ela é tão grande que o portão de entrada fica em Atibaia, mas, a casa mesmo (de onde virá a pessoa para me atender) fica quase no Amapá!

Se houvesse um interfone, aconteceria a seguinte situação:

- Quem é?



- Leitura da luz.



- Pode entrar que os cachorros estão presos.

Simples!

Mas, não há interfone. Só campainha. De modo que eu tenho que ficar esperando a pessoa vir me atender.

Pra “ajudar”, o caseiro é um senhor que aparenta ter pelo menos uns 300 anos. Eu toco a campainha e, graças a Deus, ele escuta. Vagarosamente ele vem em minha direção.

Pra passar o tempo enquanto espero, começo a rabiscar umas folhas que trago no bolso.

Quando o caseiro finalmente chega, já passa de 2012, o mundo já acabou e recomeçou e eu estou com 3 livros muito maiores do que O Senhor Dos Anéis nas mãos, prontinhos para serem publicados. Ele pergunta:

- O que é?



- Eu vim fazer a leitura da luz, senhor.



- Ahhhh! Espera só um pouquinho que eu vou buscar a chave.

Começo a pensar se aquele tiozinho não é o Ivo Holanda disfarçado tirando uma comigo.

Espero muuuuuuuuuuito. Quando ele volta, já estou mais velho do que ele. O caseiro olha pra mim e pergunta:

- Ué? Cadê o menino que veio tirar a leitura?



- Sou eu mesmo! – respondo.

Ele olha pra mim, me examina, depois “dá com os ombros” e diz:

- Então tá!

Ele pega o chaveiro com 800 chaves. Ainda bem que ele sabe de cor de onde é cada uma. Quando ele puxa a corrente do portão pra pegar o cadeado, ela sai na sua mão e ele diz:

- Ah! Já tava aberto!


23 comentários:

  1. puxa! a vida de leiturista de luz não é facil,acontece de tudo.

    ResponderExcluir
  2. ah, era o Ivo Holanda, ele me contou e a pegadinha passa no próximo mês. hihi
    quanta paciência você tem... :o
    beijos :*

    ResponderExcluir
  3. hsauhsua nossa,concordo com a suzi vida de leiturista de luz nao eh facil mesmo,sempre leio o seu blog..adoooro =D parabéns

    ResponderExcluir
  4. Suzi, é verdade, acontece de tudo mesmo e não é fácil. rs!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Carol, bem que eu desconfiei... rsrsrs!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Tainã, obrigado pela visita e comentário! Volte sempre!

    Abração!

    ResponderExcluir
  7. "Quando o caseiro finalmente chega, já passa de 2012, o mundo já acabou e recomeçou e eu estou com 3 livros muito maiores do que O Senhor Dos Anéis nas mãos, prontinhos para serem publicados."

    HDUADAUDAHUDADUAHDAUDHAUDHAUDA
    minha barriga doeu de tanto rir!
    parabéns pelo post e parabéns por exercer um trabalho tão complicado!

    ResponderExcluir
  8. Hahaha...Mais pensa assim: vc desenvolve sua escrita nesse tempo..Pode ja ir escrevendo os artigos para depois so ir digitando..

    ResponderExcluir
  9. Patrícia, confesso que fiquei muito feliz com essa sua dor de barriga! rs!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  10. Ciborgue, é verdade! Vou começar a andar com um caderninho de 400 folhas!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Quando o caseiro finalmente chega, já passa de 2012, o mundo já acabou e recomeçou e eu estou com 3 livros muito maiores do que O Senhor Dos Anéis nas mãos, prontinhos para serem publicados.
    ri muitoooooooo.. passei mal com essa história! Jesuisssss!!!!!!!!
    ta de parabéns Paulo! só vc mesmo!!!!!!!
    bjão


    Denise Néri

    ResponderExcluir
  12. Valeu,Denise!

    Beijão pra você também!

    ResponderExcluir
  13. Antes de tudo, adorei o post..tah cada vez mais perfeito e como sempre, vc é o unico q me faz rir demais

    agora, adorei essa parte:"Quando o caseiro finalmente chega, já passa de 2012, o mundo já acabou e recomeçou e eu estou com 3 livros muito maiores do que O Senhor Dos Anéis nas mãos, prontinhos para serem publicados."

    Aja imaginação suahushaus

    bjos

    ResponderExcluir
  14. "...tive que ficar gritando, batendo palmas e agitando os braços no meio da rua (como se estivesse atrás do trio da Ivete Sangalo)". Eu ri demais imaginando a cena!kkkkkkkkkkkkkk
    Olha, quando eu li o post lembrei daquela música de Zé Ramalho: "êêôô...vida de gado..." (não me pergunte o porquê)!
    Parabéns pelo post! Agora confesso que fiquei curiosa para saber das suas histórias sobre a "desgraça número 1"!
    Abraço e fica com Deus!

    ResponderExcluir
  15. Juh, você tinha sumido, hein! rsrs!

    Brigadão!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Emanuela, tem hora que a vida do leiturista é "sofrida" como a vida de gado! rsrs!

    Valeu pela sugestão!

    Abração!

    ResponderExcluir
  17. Paulo, muito bom o seu blog. Gostei demais. Suas aventuras como leiturista de luz são hilárias. Gostei também de como surgem as lendas. Vou visitar sempre aqui para ver as novidades. Abraço.

    ResponderExcluir
  18. Daniel, muito obrigado! Será sempre bem-vindo aqui!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  19. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

    O que ééééééé? Kkkkkkkkk...

    Nossa, quantas hipérboles amigo. Mas sei que isso só é cômico agora, com você contando. Na real, vou valorizar mais os carinhas da luz. :)

    Larysse :*

    ResponderExcluir
  20. Ah, esqueci do detalhe: estou prestando concurso para os correios. Se der tudo certo, abro o blog: Aventuras Diárias de uma Carteira (é esse o feminino de Carteiro? Kkk...) Quem sabe não vai ser essa a sua vingança! Hehehe...

    ResponderExcluir
  21. Larysse, vou esperar pelo blog da carteira, então. rsrs!

    Abração!

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário!

Sugestões de postagem serão bem-vindas!